top of page
  • Foto do escritorAisha Raquel Ali

Respire como um bebê e controle a ansiedade



Por Joana D’arc Souza


Se você já viu um bebê dormindo deve ter notado o quanto a respiração deles é lenta e profunda. Ao crescemos apesar de expandir a capacidade pulmonar a subestimamos, através da respiração torácica, curta e rápida por essência.


Qualquer semelhança com a ansiedade não é coincidência:.

Quanto mais curta e rápida a respiração, mais ansiosos ficamos;

Quanto mais ansiosos, mais respiramos de forma curta e rápida.


Num ciclo vicioso da má respiração e ansiedade.


Por isso é tão importante respirarmos usando o diafragma, músculo entre o tórax e abdome.


Vamos te ensinar o passo a passo da respiração abdominal, mais profunda e relaxante:


Ao inspirar, encha o peito e estufe o abdome

Ao expirar, solte o ar e sinta o abdome abaixar


Uma forma de aprender a respirar corretamente é através da meditação e exercícios que trabalhem com a respiração de forma integrada, como a yoga e o pilates.


Ao fazer os movimentos no pilates é preciso coordenar o esforço e repouso com a inspiração e expiração, de acordo com as orientações do profissional. .

Não à toa em geral se usa muito “puxa e solta o ar”.


Ao fazer isso além melhorar a capacidade respiratória também potencializa os exercicios.


Se incluir os exercicios na rotina for um desafio, faça 5 minutos de respiração lenta e profunda. Eles já valem muito para ajudar na redução do stress e ansiedade.


Numa realidade cada vez mais agitada e conectada às telas, voltar a respirar corretamente é uma forma de conectar-se consigo e o que de fato é importante, pois ao inspirar e expirar com calma também se aprender a reter o necessário e deixar fluir o que já não acrescenta.


16 visualizações0 comentário
bottom of page