top of page
  • Foto do escritorAisha Raquel Ali

Rainha de Bateria da Vila Maria, Savia David apostou em material inusitado para desfile


Vestida de Mariuô, espécie de folha consagrada por Ogum, por isso muito comum de ser vista nos assentamentos e nas vestes deste Orixá, a Rainha de Bateria vestiu figurino super cavado feito de capim e pena de faisão.


Estreando no grupo de acesso do carnaval de São Paulo, após ser rebaixada em 2023, a Unidos de Vila Maria desfilou na noite deste domingo, 11, trazendo para a Avenida o enredo “Forjados Na Luta, Guiados Na Coragem e Sincretizados Na Fé: a Vila Canta Ogum!”. Inspirada no tema, a Rainha da Bateria Savia David mostrou porque vem se destacando como um dos principais nomes da folia paulista.


Contra ostentação na Avenida e adepta de materiais alternativos, a beldade inovou ao apostar na mistura de capim cana brava com longas penas de faisão para compor sua fantasia, sem perder o luxo necessário para a ocasião. A roupa, super cavada, representa Mariuô, espécie de folha consagrada por Ogum, por isso muito comum de ser vista nos assentamentos e nas vestes deste Orixá.


“Mariuô, é na verdade uma vestimenta de Ogum. Ele se cobre de Mariuô, nome religioso da folha muito conhecida como folha do dendezeiro, que também é usado nos cultos nas casas de candomblé e umbanda, e muitas vezes nas passagens das portas, nas entradas, para ser um escudo de proteção, barrando qualquer tipo de negatividade, ou energia que não flua bem naquele ambiente. Então a fantasia é realmente a representação dessa folha sagrada”, explica Savia, sobre o figurino que tem assinatura de Bruno de Oliveira, estilista responsável por vestir algumas famosas como Anitta, Claudia Raia, Ana Hickmann, Carla Diaz e outras.


“Existe uma frase em yoruba, que traduzida fala que sem folha não há orixá. Então fizemos uma adaptação usando o capim cana brava, que é um material também natural. Porque se usasse outro material, correríamos o risco de a roupa desidratar ou quebrar. Mas a gente tem esse simbolismo da folha Mariuô na fantasia, representando tanto essa importância da vestimenta do Orixá, como o significado de proteção que essa fola tem. A gente também usou detalhes em prata que envolvem a fantasia, pensados para simular a energia do Orixá junto a essa planta. São a energia do orixá vibrando dentro dessa folha”, completou o estilista.


Antes de chegar no Sambódromo do Anhembi, Savia David experimentou a fantasia e passou na Estação Ferroviária de Paranapiacaba, há cerca de 1h50 de São Paulo, para um deslumbrante ensaio fotográfico. “Senhor do ferro e das guerras, é quem abre os caminhos com sua espada, pois é o dono das estradas. Ogum é ferreiro, senhor da metalurgia, tendo domínio sobre o ferro e o aço e todas as ferramentas feitas com esses materiais, como a lança, o martelo, a faca, a ferradura e a enxada”, justificou a Rainha de Bateria, sobre a escolha do local. A beldade falou ainda sobre sua preocupação com o look na Avenida.


“Eu fiz questão de que a roupa fosse algo muito sensual. Mas o tipo de material que usamos é um pouco mais rígido, então confesso que bate sim uma certa preocupação em acabar mostrando mais do que devo. Mas isso não vai me impedir de sambar me jogar junto com o meu pavilhão. Estou muito confiante de que vamos conseguir voltar para o grupo especial, que é o nosso lugar. A ansiedade bateu assim que pisei na Avenida e me bate agora um misto de sentimentos, porque ao mesmo tempo que estou muito feliz e louca para começar logo o desfile, estou triste por não poder sentir essa mesma emoção com a minha Beija-Flor esse ano. Mas vou acompanhar tudo pela internet e pedir muita energia positiva para o RJ e para todos nós aqui”, concluiu.


Fotos: Jhon Pinheiro

4 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page