top of page
  • Foto do escritorAisha Raquel Ali

Parceria entre a Câmara e o Hemorio coleta 75 bolsas de sangue


Em parceria com o Hemorio, a Câmara do Rio recebeu, nesta segunda-feira (30), no Salão Nobre do Palácio Pedro Ernesto, 88 pessoas que contribuíram para o aumento dos estoques de sangue e para o atendimento de pacientes de todo o estado do Rio. Ao todo, foram coletadas 75 bolsas, o equivalente a 33,75 litros de sangue. A quantia é suficiente para salvar até 300 vidas.


Primeiro a participar do mutirão, Pedro Henrique Soares Leite, assessor de comunicação da Secretaria Estadual de Saúde, é doador recorrente do Hemorio. “Nós que trabalhamos na ponta, como servidores, precisamos dar o exemplo. Então, estou aqui cobrindo a pauta, mas cumprindo meu papel como cidadão”. Para ele, a montagem de uma unidade no Legislativo carioca facilita o acesso das pessoas. “A região central do Rio é muito arterial, tem uma circulação enorme de pessoas e a vida tão corrida facilita muito. Doar sangue e salvar vidas é um ato de humanidade”.


Administradora e funcionária do RH da Advocacia Geral da União, Lidia Escafura Azevedo da Silva costuma doar sangue e aproveitou a oportunidade para participar da campanha. “Estava falando há 15 dias sobre ir ao Hemorio, mas a gente vai adiando. Estava passando, vi a mobilização e aproveitei a oportunidade. Se Deus nos dá o privilégio da saúde, nós precisamos fazer o bem”.


Para o comerciante Valdene Torres, doar é uma maneira de ajudar o próximo. “Por isso, sempre que é possível estou doando sangue. Quem puder, doe, ajude e faça bem”. Jairo Ricardo, técnico de enfermagem do Hemorio que trabalhou na coleta de sangue, relata um sentimento de realização toda vez que participa da ação. “É um dos melhores lugares em que já trabalhei. Sempre sinto que estou ajudando várias vidas, assim como quem vem doar, que contribui com uma bolsa e pode impactar de três a quatro pessoas”.


“É importante lembrar que vivemos em comunidade e temos uma responsabilidade coletiva. Há pessoas idosas, crianças e muitas outras precisando de sangue por vários motivos, então é importante doar. Não custa nada”, ressalta Thaiz Leão, assessora parlamentar do gabinete da vereadora Thais Ferreira.


No ato da doação, a servidora do gabinete da Primeira Secretaria, Larissa Casarenko destacou que é preciso pensar no próximo. “Hoje eu não estou precisando, mas amanhã pode ser que sim. A gente nunca sabe. Não tenham medo de doar, é muito tranquilo, e o fato de saber que podemos ajudar a salvar quatro vidas supera qualquer tipo de medo”, pontuou Larissa.


Parceiros na mobilização


Primeiro secretário da Câmara do Rio, o vereador Rafael Aloisio Freitas (Cidadania) ressaltou a importância da parceria com o Hemorio. “Mais uma vez estamos abrindo a Câmara para a população poder fazer a sua doação. É um gesto muito importante porque sabemos que ele salva vidas, e o Legislativo municipal tem que ser protagonista também neste processo importante para a cidade do Rio”.


A vereadora Monica Benicio (PSOL) é doadora regular e revelou ter sido estimulada pela mãe no início de sua juventude a manter a prática. “Estou muito feliz com esta iniciativa da Câmara Municipal. É um compromisso da Casa com este bem viver da nossa sociedade. A ação estimula toda população carioca e ela é necessária para os bancos e para os hospitais”.


Para Igor Gomes Claudio, médico do Hemorio, é fundamental aumentar o número de doadores fluminenses. “Campanhas de mobilização como esta são importantes para captarmos doadores, a fim de melhorar, cada vez mais, os nossos estoques”. De acordo com o Hemorio, são necessárias pelo menos 300 novas bolsas de sangue por dia para atender a demanda dos pacientes do estado. O sangue é utilizado em pacientes que precisam de transfusões recorrentes para melhorarem suas condições clínicas, além de pacientes com doenças hematológicas e oncológicas, como leucemias e linfomas e que fazem quimioterapia, entre outros.


“A doação de sangue é extremamente importante. Nos 100 anos de comemoração do Palácio Pedro Ernesto, estamos fazendo várias atividades e, dentre elas, a nossa obrigação de garantir, mais uma vez, o sucesso das edições anteriores. Agradecemos muito o apoio da nossa Presidência, da Mesa Diretora e, principalmente, ao Hemorio, que traz todo o seu efetivo e tem uma logística de coleta externa fantástica”, finaliza o diretor de Prevenção de Incêndio e Pânico da Câmara do Rio, o coronel Romulo Capello Teixeira.

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page