top of page
  • Foto do escritorAisha Raquel Ali

Núcleo Magé da Escola de Patrimônio oferece oficinas de empreendedorismo e economia criativa



O Núcleo de Magé da Escola de Patrimônio Imaterial oferece, no dia 18 de novembro, a Oficina de Empreendedorismo e Economia Criativa, Como Se Tornar Um Artista Empreendedor, a partir das 16 horas, na sede do Grupo Zé Mussum, na Praia de Mauá. Além disso, a sede do Grupo também recebe, no dia 25 de novembro, às 17 horas, a roda de conversa e de jongo com Paulo Cesar de Oliveira da Cunha, Mestre PC, e Maura Caciano Gombarovits.


As atividades fazem parte da Escola de Patrimônio Imaterial do Estado do Rio de Janeiro, que conta com o patrocínio da Petrobras e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, e realiza mensalmente eventos e oficinas gratuitos de patrimônio imaterial, economia criativa e meio ambiente, em cinco cidades.


A oficina de empreendedorismo será ministrada pela oficineira Marcelle Fagundes e tem como objetivo principal continuar o ciclo formativo de artes plásticas, apresentando aos artistas os meios de comercialização das suas artes. Marcelle explica que para ser um artista de sucesso, não é preciso se envolver apenas com cultura. "Na verdade, é interessante pensar em possibilidades para espalhar a arte e gerar impactos positivos na sociedade. Esse é o papel de um artista empreendedor", afirma.


Já a roda de conversa e de jongo dará continuidade ao desenvolvimento do pensamento crítico da comunidade local, convidando as pessoas para mais um evento, onde a comunidade se junta para discutir cultura e sociedade, num ambiente saudável e diverso. Sem esquecer as raízes, a conversa aprofunda o pensamento e a vivência com as tradicionais rodas de jongo.


Escola de Patrimônio Imaterial do Rio de Janeiro


A Escola de Patrimônio Imaterial do Rio surgiu em março de 2022, ao ser recebida por cinco grupos culturais de linhagens centenárias do Estado do Rio, que durante dois anos ganham rica estrutura para que Mestres e Mestras transmitam e exibam seus saberes e fazeres tradicionais, garantindo a salvaguarda destes tesouros.


São músicas, danças, integração com a natureza, comidas, ervas de cura. Frutos dos encontros de povos originários com escravizados de diversas nações da África. Tradições matrizes da cultura brasileira, fundamentais para a construção da nossa música popular e que devem ser salvaguardadas.


A Escola tem o patrocínio da Petrobras e da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.


Sobre os Grupos

➤ Quissamã: Sítio Santa Luzia Quilombo Machadinha (rodas de jongo, gastronomia das senzalas e boi-pintadinho)

➤ Madureira: Companhia de Aruanda (rodas de jongo e de samba)

➤ Guapimirim: Centro de Tradições Afro Onixêgum (tambores, cantos, danças, uso de plantas nas medicinas e encantos)

➤ Magé: Grupo Zé Mussum (rodas de capoeira e de jongo)

➤ Paraty: Ciranda Caiçara de Tarituba (ciranda, folias, saberes da pesca, gastronomia caiçara)


SERVIÇO:

Oficina de Empreendedorismo e Economia Criativa 2

Como Se Tornar Um Artista Empreendedor, com Marcelle Fagundes.

Data: 18/11

Horário: 16h

Local: Grupo Zé Mussum de Cultura Popular. Avenida Roberto Silveira, 946 - Praia de Mauá - Magé/RJ

Evento de Patrimônio Imaterial

Roda de Conversas e de Jongo, com Paulo Cesar de Oliveira da Cunha (Mestre PC) e Maura Caciano Gombarovits

Data: 25/11

Horário: 17h

Local: Grupo Zé Mussum de Cultura Popular. Avenida Roberto Silveira, 946 - Praia de Mauá - Magé/RJ

6 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page